Agenda Cultural Sindifisco DS/RN

Fim de semana chegando e que tal conhecer o que a nossa capital oferece? Esta semana as atrações são exclusivamente teatrais. O Teatro Riachuelo oferece o XVI FETAC – Festival de Teatro Amador do CEI. Com ampla programação para a criançada, o evento acontece hoje e amanhã a partir das 16h30.

Acompanhe o Cronograma:

Dia: 14 /11

16h30 (grupo infantil) – Peça: Era uma vez, que não era uma vez, que não era.
O enredo da peça foi baseado na música “O homem de vidro”, de Diógenes da Cunha Lima. Em um mundo fictício, as “Fadas” ficam no céu inventando um mundo melhor para viver, então inventam um homem diferente e o dão de presente para a “Princesa do Ar”, que resolve guardar segredo e só apresentá-lo em uma grande festa no céu. Uma história encantada, com muita aventura e fantasia.

18h30 (grupo infanto-juvenil) – Peça: Morena Nordestina.
O enredo do espetáculo “Morena Nordestina” é baseado em um clássico da literatura universal infantil e apresentado em forma de comédia contemporânea. Transpõe a tragédia de uma jovem solitária, que sofre horrores no convívio com sua madrasta quando esta descobre que sua enteada é mais bela que ela. Ocorrida em uma cidade nordestina imaginária, a história tenta transmitir que a inveja corrompe a alma e traz infelicidade.

20h30 (grupo juvenil) – Peça: Deu a louca no Meu Chá.
Comédia que retrata os costumes da sociedade atual. O que pode acontecer quando uma dondoca falida e cheia de dívidas recebe as amigas para um chá? A proposta desse enredo é interessante. As piadas aliadas a personagens marcantes fazem dessa peça uma boa diversão, capaz de agradar a crianças e adultos. O texto foi premiado no II FESTINAT – Festival de Teatro de Natal Petrobras.

Dia: 15 /11

16h30 (grupo infantil) – Peça: O Pássaro Vermelho.
A professora Carol leva seus alunos para uma aula de campo no Parque das Dunas. Os estudantes estão à procura de observar o pássaro vermelho, de repente a aluna América, que gosta de jogar futebol, deixa sua bola cair e atravessar uns dos portais no jardim das princesas. A menina é transportada para um mundo imaginário, onde vai conhecer princesas de mundos diferentes e com elas descobrir formas de lidar com suas emoções. Uma história encantada, com muita aventura e fantasia.

18h30 (grupo infanto-juvenil) – Peça/Musical: Café Magestic.
Comédia musical permeada por poemas de Machado de Assis e de Jorge Fernandes, Café Majestic retrata em seu enredo os “anos loucos” da década de vinte, quando os ritmos como jazz, tango, foxtrote, maxixe e charleston estavam em todos os lugares. A mulher tem sua imagem modificada, não só porque se livra dos espartilhos e passa a mostrar as pernas e a usar produtos de maquiagem, mas porque se engaja na militância pelo direito do voto feminino. O charme das melindrosas invade os salões, a elite toma chá e café nas confeitarias e os “almofadinhas” de cabelo engomado e terno impecável exibem-se para as moças. Em Natal, o Beco da Lama era o reduto da verdadeira boêmia natalense e o Café Majestic era o ponto de encontro de populares e ilustres tanto de Natal como de outras cidades, como Mário de Andrade, Câmara Cascudo e Jorge Fernandes. Mesmo sendo frequentado por figuras importantes e de receber, todos os dias, as graciosas melindrosas, que são atraídas pelo ambiente agradável e festivo, o estabelecimento está passando por dificuldades financeiras.

20h30 (grupo juvenil) – Peça/Musical: O Sucesso é a Maior Vingança.
O enredo dessa comédia musical tenta retratar, de forma divertida, o universo de uma academia de artes, dirigida por uma professora de dança francesa, um professor de teatro estressado e uma professora de arte visual Zen. Temas universais permeiam toda a história teatral, como o amor, o ódio, a vingança e o poder, e estão aqui presentes com um enigma a ser desvendado.

Foto: Teatro Riachuelo

Foto: Teatro Riachuelo

Com Reynaldo Gianechinni, Barbara Paz, Neusa Maria Faro, Simone Zucato e Rafael De Bona no elenco, o Teatro Alberto Maranhão recebe a peça “A Toca do Coelho”, primeira versão brasileira do espetáculo da Broadway. O drama fica em exibição nesta sexta (21h) e sábado (18h e 21h) e conta a história de uma família abalada por um acidente que precisa restabelecer o equilíbrio e a harmonia entre si. Para a encenação o cenário ‘clean’ e sugestivo de André Cortez, mostra abertamente a casa da família e tem quase todos os cômodos. “Não é uma casa realista, é possível ver entre as paredes. Quem está na plateia pode se sentir dentro da casa, parte da família”, explica Zucato.

Foto: Telepesquisa

Foto: Telepesquisa

O Sindifisco Nacional deseja a todos um ótimo fim de semana!