Agenda Cultural Sindifisco DS/RN

Para começar o fim de semana com muita alegria a nossa Agenda Cultural destaca que o Nacional Center Park ainda se encontra no estacionamento do Estádio Arena das Dunas, das 17h às 22h, e para brincar, crianças abaixo de 1m não pagam.

Foto: Telepesquisa

Foto: Telepesquisa

No sábado o Teatro Riachuelo recebe Oswaldo Montenegro apresentando seu novo espetáculo “3×4”. O show é dividido em 4 blocos:

Iniciando às 21h, no primeiro bloco, Oswaldo canta as músicas mais alegres de sua carreira como compositor, misturadas a trechos de Villa Lobos, Bach, Waldir Azevedo, Patápio Silva e Vivaldi, numa verdadeira festa.
No segundo, temos um desfile de inúmeros sucessos de Montenegro costurados entre si, como se fossem uma única obra. Um hit se sucede a outro, deixando o espectador sem fôlego.
No terceiro, o diálogo com a plateia informaliza o “3×4”: o poeta bate papo, atende aos pedidos do público e apresenta duas canções inéditas.
O quarto bloco tem a atmosfera do “blues”. O “concerto” ganha contornos teatrais, com Madalena Salles brincando na gaita, vestida de “blues-man”, e os três virtuoses violões citando “hiffs” clássicos, levando a um final de extrema descontração e alegria, fazendo com que o público saia do teatro de alma lavada.

Foto: Teatro Riachuelo

Foto: Teatro Riachuelo

E para fechar o fim de semana, no domingo também no Teatro Riachuelo, o Projeto Jornada Cultural apresenta às 20h o espetáculo “Guerra Formigas e Palhaços” do “Grupo Estação de Teatro”. A peça conta a história de dois militares, últimos remanescentes de um batalhão de combate, que se encontram perdidos em uma guerra. Ao tenente e ao soldado cabe agora a tarefa de defenderem o pequeno território ainda não tomado pelas forças inimigas. Os dois sabem que a única forma de saírem vivos da situação é a possível chegada de reforços. Porém, quando todas as saídas parecem se fechar, um fato inusitado acontece: o batalhão de dois homens finalmente se depara, estupefato, diante daquele que pode carregar o último fio de esperança, mesmo que vestido com roupas extravagantes, sapatos grandes e nariz de bola encarnado. O espetáculo é conduzido pelos atores Rogério Ferraz, Enio Cavalcante e Pedro Queiroga, e tem um forte teor político e filosófico, sem abrir mão da ludicidade, da subversão e da comicidade, ingredientes fundamentais para o fazer artístico atual do Grupo Estação de Teatro.

Foto: Teatro Riachuelo

Foto: Teatro Riachuelo

O Sindifisco Nacional deseja a todos um ótimo fim de semana!