Auditores Fiscais representam Sindifisco Nacional em mobilização contra a PEC 287/2016

Na manhã de ontem (8), o Presidente da DS/RN, Henrique Freitas, membros da Diretoria Executiva e filiados a DS/RN participaram do Ato contra a Reforma da Previdência. A mobilização foi mais uma ação organizada pela Frente Potiguar, que reúne sindicatos e centrais sindicais.

Após concentração em frente ao INSS, localizado na Rua Apodi, os trabalhadores, dos setores públicos e privados, seguiram em caminhada em direção ao IPERN. Confira o vídeo feito pela Frente Potiguar que registrou os momentos do ato>> Vídeo – Ato contra a Reforma da Previdência .

Convocação para ASSEMBLEIA NACIONAL que será realizada amanhã, dia 11 de novembro de 2016

assembleia-nacional00

A Diretoria Executiva do SINDIFISCO NACIONAL – Delegacia Sindical do Rio Grande do Norte, no uso de suas atribuições estatutárias e, em observância ao disposto no Regimento Interno, convoca os seus filiados para a ASSEMBLEIA NACIONAL EXTRAORDINÁRIA a ser realizada no dia 11 de novembro de 2016 (sexta-feira), às 9h, no auditório na sede do Sindifisco, situado a Av. Duque de Caxias, 76A – Ribeira – Natal e na Delegacia da Receita Federal em Mossoró/RN, para discutir e deliberar sobre a seguinte pauta:

  1. Informes;
  2. Análise de Conjuntura;
  3. Campanha Salarial;
  4. Assuntos Gerais.

Contamos com a presença de todos!

Auditores-Fiscais realizam ato no Aeroporto Internacional de Natal

mobilizacao-768x432

Na noite de hoje (3), os Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil em Natal realizarão ato no Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, localizado em São Gonçalo do Amarante.

A mobilização será realizada durante a chegada do voo TAP, que pousará às 19h45min. Durante o ato, os Auditores em serviço no aeroporto estarão realizando Operação Padrão, que consiste na revista de 100% das bagagens, o que resulta no atraso dos passageiros que desembarcam no Brasil.

Os Auditores-Fiscais de Natal, assim como em todo o país, estão se manifestando com o objetivo de lutar contra o desmonte na Receita Federal do Brasil promovido pelo PL (Projeto de Lei) 5864/16 e contra tentativas de ocupação política do órgão.

Continuidade de greve votada na última Assembleia começa amanhã (1º)

17633780_z72b8

Como foi votado na Assembleia Nacional realizada no dia 27 de outubro, amanhã, dia 1º de outubro, será dada a continuidade da greve votada pela categoria. Na DS/RN, como vem ocorrendo nos últimos meses, os Auditores-Fiscais devem comparecer a sede do sindicato para deliberação sobre a mobilização. Na ocasião, também será ofertado um lanche, às 9h. Contamos com a presença de todos!

Auditores-Fiscais entregam Manifesto em reunião com Superintendente da 4ª RF, Giovanni Campos

fotorcreated

Durante a manhã desta segunda-feira (24), os Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil em Natal estiveram reunidos com o Superintendente da 4ª RF, o Auditor-Fiscal Giovanni Christian Nunes Campos.

Fizeram parte da mesa, o Delegado da Receita em Natal/RN, o Auditor-Fiscal Francisco Aurélio, o Secretário Executivo da DS/RN, Auditor-Fiscal Guilherme Cazumba, e o Presidente da DS/RN, Auditor-Fiscal Henrique Freitas, que fez uma explanação do grave momento de crise institucional da Receita Federal, no qual, um PL que deveria fortalecer a categoria poderia representar o seu esfacelamento, parabenizou o Delegado de Natal, bem como os outros administradores da 4ªRF pela entrega dos cargos, finalizando com o questionamento de como o Auditor Superintendente iria agir para solucionar o impasse criado e restabelecer o que foi acordado, diante do atual cenário.

Em seguida, a palavra foi passada ao Auditor-Fiscal, Marcos Vinhas, que realizou a leitura do Manifesto feito por uma comissão escolhida durante a última Assembleia realizada, que, em seu final, solicita ao Auditor Superintendente:

1. Deferimento, imediato, de todos os pedidos de exoneração de funções protocolados no âmbito da 4ª Região Fiscal;

2. Ações junto aos demais Auditores-Superintendentes, Auditores-Subsecretários e ao próprio Auditor-Secretário da RFB no seguinte sentido: (i) convencimento do Governo e dos Parlamentares envolvidos no processo de que o momento para a resolução de tais distorções é na reunião de votação do Relatório na Comissão de Análise do PL 5864 na Câmara dos Deputados; (ii) os Auditores-Fiscais não aceitarão promessas de correções em momentos futuros, quer seja no Congresso Nacional (Plenário da Câmara ou Senado Federal) ou mesmo por meio de vetos presidenciais, situação que provocaria atrasos irreparáveis na conclusão do processo, sem qualquer garantia de sucesso; e (iii) no caso de qualquer dessas hipóteses, o acirramento do movimento em curso ser&aa cute; inevitável e incontrolável, com as consequências dele advindas, tanto para a Administração Tributária quanto, infelizmente, para a sociedade.

3. A entrega do próprio cargo de Superintendente na 4ª RF que reforçará e demonstrará a situação caótica e inadministrável pela qual passa a instituição.

Logo após a leitura do manifesto, o presidente da DS/RN, voltou a tomar a palavra e realizou a entrega do documento onde 18 participantes da EQPAC/04 solicitam o desligamento da equipe.

A seguir, o Superintendente, após ouvir a mesa, declarou que está ciente que este é um dos momentos mais difíceis que a Receita Federal está passando em toda sua história. Afirmou ainda, aos Auditores presentes, que acredita que o Secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, é o nome mais qualificado para estar à frente da negociação, inclusive pelo seu trânsito no Governo e Congresso, considerando a entrega de cargos, nesse momento, inadequada.

Enfatizou que o momento era diferente e que diante dos ataques do Sindireceita a administração da Receita Federal, pelo posicionamento em favor do PL original, os Auditores deveriam mudar de posição dando um voto de confiança. Voltou a lembrar que amanhã será apresentado o relatório e que os Auditores devem esperar para ver o que virá. “Nós precisamos nos posicionar diferente. Nesse momento se conta com o apoio dos Auditores-Fiscais”, declarou o Superintende Giovanni.

Para finalizar, foi aberto o espaço para que os questionamentos fossem feitos pelos Auditores-Fiscais e o Superintendente teve a chance de responder a todos.